Arquivo da tag: Film Comment

Blog e Links

Desculpem o sumiço, mas me enrolei nos ultimos dias entre preparativos para viagem, doença na família e terminar um texto (que eu espero linkar em breve). Vou visitar meus pais em Cuiabá e não sei como vai ser meu acesso a Internet nos próximos dez dias (mas terei muito tempo livre paraescrever então mesmo que o intervalo entre as postagens for longo tem chances de eu produzir bastante), tentarei escrever sobre os dois filmes da Bigelow que faltam até amanhã, mas não sei se dará tempo.

Aproveitando, o Bruno Amato me apontou que a Cinema Scope está com sua edição de Cannes no ar. Como sempre muitos artigos interessantes e o sempre impagável ensaio do Mark Peranson sobre o estado deplorável da competição. A arte de ser do contra é uma que Mark domina como ninguém. A esta altura ele já reescreveu este artigo tantas vezes que é quase uma performance escrita (minha tese é que ele quer ver até que ponto pode insultar o Fremaux sem ter a credencial revocada), mas sempre é mais do que simples agressividade. O festival da Cinema Scope como sempre é alternativo, os filmes cobertos com destaque são Resnais, Bellochio, Suleiman, João Pedro Rodrigues, Corneliu Porumboiu, Raya Martin, etc. 

A Film Comment também está com sua “edição de Cannes” no ar. É uma pena que um dos efeitos do Kent Jones largar o Lincoln Center é que este ano não tem o artigo tradicional dele do festival, mas para compensar a revista disponibilizou uma parte mais ampla da cobertura. Nunca entendo os critérios do site da FC a revista inclui um artigo do Quintin sobre “file sharing”, mas não está disponível online quando seria um dos textos mais óbvios da edição para o site.

Deixe um comentário

Arquivado em Links, Observações

Film Comment

Saiu a edição nova da Film Comment e com ela o novo conteúdo online que cada vez inclui mais material exclusivo (pelo visto a revista infelizmente decidiu relegar toda a cobertura de festivais para site, por exemplo) como uma entrevista com David Fincher. Do conteúdo da revista imprensa incluso no site esta a lista de melhores do ano (mais ampla que aquela que eu já havia postado aqui) e um artigo sobre Luz Silenciosa (pena que a entrevista com James Toback conduzida pelo Tarantino que promete ser um clássico esteja só na edição impressa).

O melhor mesmo é a entrevista com Efe Cakarel dono do muito interessante site The Auteurs (sobre o qual o Leonardo Cruz já tinha escrito lá no Blog da Ilustrada). Muito boa tanto porque a proposta do site é de uma ambição sem muito paralelos e também porque Cakarel trata do lado prático de como montou seu projeto de distribuição online com refrescante falta de rodeios.

Deixe um comentário

Arquivado em Filmes

Links

David Hudson, responsável pelo melhor apanhado de links de lingua inglesa da web, se mudou do Green Cine Daily para .

A Film Comment colocou no ar um bom podcast sobre Clint Eastwood aqui.

Deixe um comentário

Arquivado em Links

Links

A Film Comment lançou sua edição de Novembro/Dezembro e incluiu alguns materiais bem interessantes de extra no seu site: duas entrevistas com Manny Farber, uma de 77 (incluída na versão atual do Negative Space) e outra de 2000 (que está na coletânea do Kent Jones) e a transcrição de mais um debate sobre crítica que é longo repete alguns dos mesmos pontos que ouvimos sempre neste eventos, mas tem algumas intervenções interessantes (e para quem tem interesse na situação dos Cahiers, o Emmanuel Bourdeau fala bastante sobre a revista). Do conteúdo da revista em si, destaque para ó artigo do Nathan Lee sobre o novo filme do Van Sant.

Já no sempre essencial Moving Image Source, Adrian Martin escreve sobre a divisão de capítulos em DVDs. No período em que este blog só teve tempo para o Festival do Rio e a Mostra de São Paulo, o site colocou no ar também um excelente artigo do Chris Fujiwara sobre Vicente Minnelli e uma belissímo texto do Miguel Maria sobre a muito subestimada carreira de diretor do Paul Newman. 

Falando em Chris Fujiwara, Undercurrent revista que o Fujiwara edita para a FIPRESCI finalmente lançou uma edição nova (estes estrangeiros fazem a Contracampo parecer uma publicação regular).

Para fechar um excelente ensaio da Nicole Brenez com versões em inglês e francês.

2 Comentários

Arquivado em Links