Estranhos Prazeres (Kathryn Bigelow,95)

Estranhos Prazeres não deixa de ser o exato oposto de Caçadores de Emoção: dois ótimos atores (Ralph Fiennes e Ângela Bassett) para ancora-lo e um roteiro (de James Cameron e Jay Cocks) que se esforça muito para ser esperto. Estranhos Prazeres cria um mundo próprio muito bem e até consegue usar a seu favor a primeira vista questionável decisão de colocar Fiennes e Bassett no meio de um festival de over actors (Tom Sizemore, Michael Wincott, Vincent d’Onofrio, etc.). Mais importante ele faz aquilo que todo bom sci-fi exploit devia fazer bem que é drenar o seu momento o máximo possível. Eis um filme datado no melhor sentido possível. Por outro lado, Estranhos Prazeres sofre do problema inverso ao de Caçadores de Emoções já que Cameron e Cocks se esforçam tanto para sublinhar suas pretensas idéias que o filme por vezes ameaça desmoronar sobre seu próprio peso. Se a internet tivesse o mesmo peso em 95 do que hoje, este seria um filme muito querido em blogs e fóruns por ai, ou seja dez anos depois ele seria escrito pelo David S. Goyer e isto nunca é algo bom. Eu gosto de Estranhos de Prazeres, assim como gosto de Caçadores de Emoções, mas não deixa de ser curioso como ambos acabam fragilizados por razões similares e opostas.

3 Comentários

Arquivado em Filmes

3 Respostas para “Estranhos Prazeres (Kathryn Bigelow,95)

  1. bbrown

    Também tenho corrido tudo o que é Bigelow durante esta semana, ontem vi os episódios que ela dirigiu para a série Homicide, tem momentos interessantes. Não sei agora se salto para o K-19 ou se quero dar uma nova chance ao Weight of Water…

  2. Filipe Furtado

    Rapaz, nós estamos exatamente no msmo ponto en~tao. Revi os dois episodos de Homicide ontem a noite e estou olhando para minha copia de Wight of Water sem vontade nenhuma de coloca-la no DVD.

  3. Ah, mas O PESO DA ÁGUA é até legal. Lembro-me de ter gostado, apesar de não lembrar de muita coisa, além da ex do Hugh Grant no barco. heheh.. Tenho uma boa lembrança desse ESTRANHOS PRAZERES, que cheguei a ver no cinema na época da exibição.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s