A Fronteira da Alvorada

Muito curioso observar as reações a A Fronteira da Alvorada. Especialmente por ser o primeiro filme do Garrel pós Amantes Constantes. Talvez a mais interessante seja esta do Inácio Araujo: “Com toda sua beleza, este filme não nos faz esquecer de que quase todo o cinema francês (excluídos os cineastas de origem árabe) debate-se num mundo que parece esgotado, fechado a questões urgentes por falta de questões urgentes.” O Inácio não deixa de estar retomando algumas preocupações dele a respeito do cinema francês, mas há algo a se tirar de especifico a respeito de A Fronteira da Alvorada. Trata-se de um filme muito mais típico de Garrel do que Amantes Constantes, a começar justamente por existir num mundo quase à parte. A mesma observação do Inácio podia ser usada para quase toda a sua filmografia de La Revelateur a Sauvage Innoncence. O que aliado as referencias a “filme menor” me desperta a dúvida se Amantes Constantes não seria uma péssima introdução a Garrel, muito mais adequado sem dúvida seriam O Nascimento do Amor e Já Não Posso Ouvir a Guitarra (assim como Amantes ambos melhores que este novo, mas bem mais típicos). Há uma grandeza em Amantes Constantes que torna o filme mais acessível, mas que certamente vai contra o espírito dos filmes de Garrel (nada disso é uma crítica a Amantes, que fique bem claro). A Fronteira da Alvorada por sua vez me parece apresentar a pureza essencial do cinema de Garrel de forma mais direta. Mas sobre isso tratarei melhor depois de mais umas duas ou três revisões. Segue abaixo uma lista de links interessantes sobre o filme:

Paisà
Cinética
Cinequanon
Contracampo

Moviola

Omelete

Público
Filmes Polvo
The Auteurs Notebook
Otros Cines

4 Comentários

Arquivado em Filmes, Listas

4 Respostas para “A Fronteira da Alvorada

  1. Filipe

    Já até adicionei.

  2. Muito interessante, especialmente pra gente como eu, que só viu esses dois Garrel. Amantes Constantes é inegavelmente mais ambicioso que Fronteira (o que sempre dá a impressão de “grande filme”, etc), mas tb é preciso dizer que ele resolve plenamente suas ambições e mesmo qu considerasse Fronteira uma OP ainda assim eu acharia o Amantes melhor. Quanto aos outros filmes dele, não adiantaria eu especular.

    Falando em Amantes Constantes, vc já viu o dvd do filme? No meu, a caixa diz que é em widescreen, mas só aparece full na tela…

  3. Filipe, meu caro, tem eu também:
    http://www.filmespolvo.com.br/site/artigos/contra_plongee/368

    Se achar interessante… 🙂
    Abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s