Quinzena dos Realizadores

A alegria de Marina Méliande e Felipe Braganca
All Good Children de Alicia Duffy
Alting bliver godt igen de Christoffer Boe
Año bisiesto de Michael Rowe
Benda Bilili ! de Renaud Barret e Florent de la Tullaye
La Casa muda de Gustavo Hernandez
Cleveland Vs. Wall Street de Jean-Stéphane Bron
Des Filles en noir de Jean-Paul Civeyrac
Ha’Meshotet de Avishai Sivan
Illégal de Olivier Masset-Depasse
The Light Thief de Aktan Arym Kubat
Little Baby Jesus of Flandr de Gust Van den Berghe
La Mirada invisible de Diego Lerman
Picco de Philip Koch
Pieds nus sur les limaces de Fabienne Berthaud
Le Quattro volte de Michelangelo Frammartino
Shit Year de Cam Archer
Somos lo que hay de Jorge Michel Grau
Tiger Factory de Woo Ming jin
Todos vós sodes capitáns de Oliver Laxe
Two Gates Of Sleep de Alistair Banks Griffin
Un Poison violent de Katell Quillevéré

Sessões Especiais

Stones In Exile de Stephen Kijak
Boxing Gym de Frederik Wiseman

Curtas

Cautare de Ionut Piturescu
Ett tyst barn de Jesper Klevenas
Licht de Andre Schreuders
Mary Last Seen de Sean Durkin
Petit tailleur de Louis Garrel
Shadows of Silence de Pradeepan Raveendran
Shikasha de Hirabayashi Isamu
Tre ore de Annarita Zambrano
ZedCrew de Noah Pink

Seleção mais obscura da Quinzena em muitos anos sem nenhum nome muito estabelecido (os maiores da seleção principal são Civeyrac e Lerman).
O grande destaque sem dúvidas é o novo Wiseman.
Parabens ao Felipe e Marina pela seleção do A Alegria.

Deixe um comentário

Arquivado em Filmes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s