Mikey e Nicky

Lendo a boa – se um tanto quadrada – biografia de John Cassavetes escrita pelo Marshal Fine encontro um longo capitulo sobre Mikey e Nicky da Elaine May. Não surpreende que Fine trate do filme com bem mais detalhes do que outros trabalhos mais famosos dele como ator, já que Mikey and Nicky alem de ser de longe o melhor filme de Cassavetes como ator – a única real competição é da versão de Os Assassinos que Don Siegel fizera em 64 – tem um das mais complicadas produções do período cheio de causos irresistíveis (não há jornalista que resistiria a recontar como May convenceu seu psiquiatra a ajudá-la roubar parte dos negativos da Paramount). É um pequeno conto de gangster, em que um marginal Nicky (Cassavetes) após dar um pequeno golpe nos seus patrões implora a um amigo de infância Mikey (Peter Falk) para ajudá-lo a fugir da cidade, sem saber que Mikey está encarregado de entregá-lo para seus patrões. A maior parte do filme se resume a Mikey e Nicky perambulando pela noite com mais de 30 anos de amizade e ressentimento entre eles. Mikey e Nicky é freqüentemente tratado como um filme menor que se apropria de muitos elementos do cinema de Cassavetes, mas apesar da presença de Cassavetes e Falk e da impressão de que o filme foi improvisado esta bem distante deles até pelo temperamento da cineasta ser quase oposto do seu astro (May certamente esta bem mais para Pialat). Mikey e Nicky tem a superfície de um noir anos 70, mas na verdade é uma farsa amerga sobre o fim de uma amizade tanto Falk como Cassavetes – e Ned Beatty como assassino que passa a noite pegando os rastros que Mikey deixa pelo caminho – tem ótimo timing e o habito de May de inserir um alivio nos momentos menos prováveis garantem muitas risadas nervosas. É sempre bom tomar cuidado com histórias de produção, mas as de Mikey e Nicky (há quem garanta se tratar do filme com maior número de latas de filme gastas na historia de Paramount) refletem o tom intenso e obsessivo do filme. Sabemos com poucos minutos que Mickey e Nicky vai se mover até seu desenlace inevitável não importa o que aconteça. Aqui uma das melhores seqüências do filme com Nicky arrastando Mikey até o cemitério para poder prestar uma última visita a mãe:

1 comentário

Arquivado em Filmes

Uma resposta para “Mikey e Nicky

  1. De esta pelicula me encanta la escena del cementerio, Filipe. Y las escenas con la chica cuando Cassavetes intenta violarla en su casa son de una tension impresionante.
    Enhorabuena por el articulo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s