Indie 2008

Começa hoje no Cinesesc o Indie, festival de BH que tem um braço paulistano desde o ano passado. O legal do Indie é que a curadoria do festival é bem diferenciada e trás alguns filmes bem menos óbvios. Para além da retrospectiva do Koji Wakamatsu que se não é um Hong Sang-soo (homenageado do ano passado) não deixa de ser um cineasta interessante (atenção especial para seu último filme United Red Army que foi bem elogiado ano passado), ficam algumas dicas:

Hannah Takes the  Stairs (Joe Swanberg,07) – Domingo, 15h15

Não vi, mas o filme tem seus defensores lá fora e fez sucesso com a redação do Filmes Polvo.

Tudo Perdoado (Mia Hansen-Love,07) – Domingo, 18h50

Confesso que não sou muito fã desta estreia da ex-crítica do Cahiers. Um filme um bom tanto derivativo dos primeiro longas do Assayas e dos filmes do Garrel do final dos anos 80/começo dos 90, mas acho a segunda parte bem boa e o filme tem alguns fãs de respeito como o Eduardo Valente.

Quando Eu Era Uma Criança Lá Fora (John Torres,08) – Segunda, 17h10

O primeiro longa de Torres, Todo Todo Teros, foi muito elogiado quando foi exibido em festivais em 2006. Tem um artigo bem interessante sobre o filme aqui.

Pegando Fogo (Claire Simon,06) – Quarta, 17h20

O filme de Simon dividiu opniões quando foi exibido na Quinzena dos Realizadores, mas teve gente boa que se entusiasmou com ele.

Para quem quer mais dicas recomendo a cobertura do Filmes Polvo.

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “Indie 2008

  1. Parabéns pelo novo blogue, Filipe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s