Top 18 Cahiers

1. Tio Boonmee Que Pode Recordar Suas Vidas Passadas (Apichatpong Weerasethakul)
2. Vício Frenético (Werner Herzog)
3. Filme Socialismo (Jean-Luc Godard)
4. Toy Story 3 (Lee Unkrich)
5. O Fantástico Sr. Raposo (Wes Anderson)
6. Um Homem Sério (Ethan & Joel Coen)
7. Morrer Como um Homem (João Pedro Rodrigues)
8. A Rede Social (David Fincher)
9. Chouga (Darezhan Omirbayev)
10. Mother (Bong Joon-ho)
11. O Escritor Fantasma (Roman Polanski)
12. Todos os Outros (Maren Ade)
13. Homens e Deuses (Xavier Beauvois)
14. La vie au ranch (Sophie Letourneur)
15. Le quattro volte (Michelangelo Frammartino)
16. Avatar (James Cameron)
17. Go Get Some Rosemary (Ben & Joshua Safdie)
18. Mistérios de Lisboa (Raoul Ruiz)

Feliz de ver 2 dos meus favoritos do ano passado (Todos os Outros e Go Get Some Rosemary) receberem alguma atenção, por outro lado os Coen estariam fácil numa lista minha de “sessões de tortura 2010”.

2 Comentários

Arquivado em Listas

2 Respostas para “Top 18 Cahiers

  1. Calac

    oi filipe,
    engraçado que a “segunda” parte da lista (os oito filmes seguintes ao top 10) é bem mais interessante que a o top 10 propriamente dito. Aí tem Ruiz, Avatar, Go get some rosemary, além de Maren Ade e Frammartino (que não vi, mas que falaram bem)… São filmes mais “frescos”, enquanto o top 10 só repisa autores defendidos pela revista nos últimos anos – “autores” com filmes bem fracos, diga-se de passagem (eu pelo menos não dou um tostão furado pra Mother, Morrer como um homem e pra Fincher e pros irmãos Coen em geral, embora não desgoste de A rede social e Um homem sério especificamente).

    Eu não li a edição, mas de certa forma imagino que os próprios redatores não devem achar a lista muito animadora – me parece um top 10 bem controverso.

  2. Filipe Furtado

    Calac, eu concordo que a segunda parte da lista ser mais interessante do que a primeira (apesar de eu só desgostar do Herzog e dos Coen), mas diria que isto é reflexo de uma tendencia geral. Se toda revista publicasse uma lista de 20 diria que a segunda metade sempre seria mais interessante e menos de consenso do que a primeira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s