Festival do Rio I

Ao Mar (Pedro Gonzales-Rubio,09) – ****

Bela ficção flahertyana.

A Woman, a Gun and a Noodle Shop (Zhang Yimou),09) – *

Na Cinética.

180o. (Eduardo Vaisman,20) – **

Bons atores, alguns momentos bem construídos a serviço de uma estrutura que vampiriza toda sua força.

Atração Perigosa (Ben Affleck,10) – ***

Affleck pega o que melhor funcionara na sua estreia (bom uso das locações de Boston, direção de atores) e coloca para bom uso num filme menos ambicioso, mas bem melhor filmado. Só quer ser um sub-Heat e é muito bem resolvido nestes termos.

Luz nas Trevas (Helena Ignez, Icaro Martins,10) – **

 Filme de altos altos e baixos, um tanto perdido no tempo sem nem sempre saber o que fazer com herança de Sganzerla. Sugere o que o filme do Mojica seria se mal pensado.

O Sequestro de um Héroi (Lucas Belvaux,09) – **

Na Cinética.

Essential Killing (Jerzy Skolimowski,10) – *****

Literalmnte o grande filme de ação do ano. Cinema físico e direto como poucos.

Kaboom (Gregg Araki,10) – ****

Texto deve aparecer na Cinética nos próximos dias mas este é um bom Araki, o que acontece com menos frequencia do que eu gostaria. Interessante comparar em como o filme do Belvaux tão perfeitamente crível jamais seja capaz de sugerir a autenticidade cena a cena de Kaboom a despeito do material de Araki ser basicamente o equivalente de uma conto de ficção cientifica escrito por um garoto de 18 anos sexualmente confuso. 

Riscado (Gustavo Pizzi,10) – ***

Irregular, mas sempre envolvente e cheio de pequenos momento inspirados. Um pequeno filme no bom sentido.

Of Gods and Men (Xavier Beauvois,10) – ****

Critica deve aparecer na Cinética em breve.

2 Comentários

Arquivado em Filmes

2 Respostas para “Festival do Rio I

  1. João Gabriel

    Bom texto sobre Kaboom (o da cinética), Filipe.

    Gostaria de ver mais Araki, me interessa tbm. Além do Mistérios da Carne, oq vc indica?

  2. 180º levou júri popular (do qual fiz parte junto de outros 11) em Gramado. É um filme-conceito, feio e sujo, pseudo-tudo. Não funciona nem aqui nem na China.

    Tá boa, como sempre, a crítica na Cinética.

    Abs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s